book_icon

Burocracia motiva irregularidades fiscais em 86% das empresas brasileiras

Estudo da Endeavor atribui ocorrências à complexidade da burocracia e à falta de um sistema eficiente de gestão
Burocracia motiva irregularidades fiscais em 86% das empresas brasileiras

Um estudo feito pela organização internacional Endeavor concluiu que 86% das empresas brasileiras mantêm algum tipo de irregularidade com os órgãos de controle governamental. As falhas incluem atrasos no pagamento de impostos ou não cumprimento de exigências de prefeituras ou da Receita Federal. De acordo com a entidade, as ocorrências se devem à complexidade da burocracia no País e à falta de uma gestão eficaz.

“Entre as principais falhas que levam o empreendedor a fechar as portas, a má gestão financeira está no topo da lista”, Reginaldo Stocco  

De acordo com Reginaldo Stocco, cofundador da VHSYS, startup que fornece solução tecnológica para gestão empresarial, em um cenário competitivo como o do Brasil, um equívoco pode significar o fim de uma ideia promissora.

“A grande quantidade de encargos tributários e as burocracias que o microempresário enfrenta diariamente são fatores que vão complicando a saúde financeira das empresas. E entre as principais falhas que levam o empreendedor a fechar as portas, a má gestão financeira está no topo da lista”, conta.

Ainda de acordo com Stocco, o estudo revela uma preocupante discrepância entre as exigências impostas pelo Estado e a realidade das empresas. “O ICMS teve 558 atualizações em quatro anos. Quem consegue acompanhar tudo? Isso sem mencionar as crises econômicas que impactam toda a organização. A recessão mais recente, segundo dados divulgados pela Fundação Getúlio Vargas, resultou em aumento de 10% na taxa de mortalidade das empresas em seus dois primeiros anos, passando de 23% em 2012 para 33% em 2016”, diz.

Para Stocco, evitar estas irregularidades passa pelo uso de um sistema de gestão empresarial eficaz. “Parece óbvio, mas ferramentas que ajudam a lidar com a burocracia diária auxiliam no controle das informações de uma empresa e aumentam o índice de governança. A consequência disso é que erros de apuração para as obrigações fiscais são minimizados”, acredita.

O estudo da Endeavor também chama atenção para o fato de que os índices de irregularidades são elevados mesmo entre os escritórios de advocacia (80%) e de contabilidade (88%), que, em tese, deveriam estar mais preparados para lidar com burocracia e normas.

Brasil

burocracia

Endeavor

Gestão

VHSYS

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.