Informe aqui

​​Padtec ilumina rede óptica em linha de transmissão de energia que liga o norte ao sudeste do Brasil​​

Garantir conectividade à maior linha de transmissão de energia de corrente contínua da América Latina, construída com a usina hidrelétrica de Belo Monte, que interliga Xingu (PA) a Ibiraci (MG). Esse é o principal objetivo da rede óptica instalada nessa linha de transmissão – que leva a energia produzida pela usina, no Pará, para as regiões sudeste e centro-oeste do país -, por intermédio da qual é realizado todo o controle e supervisão da nova via elétrica. E, para atender à demanda por transmissão de dados, a Padtec iluminou uma extensão de 2 mil quilômetros de redes ópticas, que atravessam quatro estados brasileiros – Pará, Tocantins, Goiás e Minas Gerais (até a usina de Estreito).

“Essa nova linha de transmissão é um passo importante para o Brasil, pois contribui para melhorar significativamente o fornecimento de eletricidade para a população e para o parque industrial brasileiros, ao mesmo tempo em que impulsiona a economia do país”, afirma Manuel Andrade, CEO da Padtec. “Investimos no desenvolvimento de soluções ópticas que atendam às demandas de utilities por transmissões em distâncias ultralongas com o menor número de repetidoras de sinal”, acrescenta Manuel.

Para iluminar a rota dessa nova linha de transmissão de energia no Brasil, a Padtec forneceu produtos da Plataforma LightPad – transponders, amplificadores ópticos e sistemas redundantes -, proporcionando conectividade e o monitoramento remoto das subestações em tempo real. O destaque do projeto está no uso, em toda a rota, de amplificadores ROPA (Remote Optical Pump Amplifier), desenvolvidos para atuar em trechos de ultralonga distância, dispensando a construção de estações de regeneração intermediária.

Alinhada às tendências das tecnologias de transmissão e amplificação óptica para o segmento de utilities (como concessionárias de energia e empresas de petróleo), a Plataforma LightPad possui grande flexibilidade, o que permite sua aplicação também em sistemas monocanais, minimizando os investimentos em estações intermediárias para sistemas com cabos OPGW. “Os produtos dessa plataforma estão em perfeita sintonia com esse negócio, já que permitem enlaces de mais de 300 quilômetros sem estações intermediárias”, afirma Argemiro Sousa, Diretor de Negócios da Padtec. “A tendência desse mercado, de automatizar os sistemas elétricos para torná-los mais eficientes, tem feito crescer consideravelmente a procura das concessionárias de energia por nossas soluções”, completa.