Canal de Distribuição

Microsoft anuncia faturamento em reais para parceiros no Brasil

Mudança é válida para novos contratos e renovações a partir desta data e, de imediato, atende cerca de 80% dos programas de licenciamento da Microsoft no Brasil

A Microsoft Brasil anuncia que, a partir dessa semana, seus parceiros de canal no País poderão comprar software comercial e Office 365 para o mercado corporativo diretamente da empresa com preços em moeda brasileira. O Office 365 na nuvem continuará a ser comercializado em reais. Com a nova política de faturamento, a empresa passa a disponibilizar lista de preço em reais, proporcionando maior previsibilidade aos negócios de seus parceiros.

Nova política de faturamento, a empresa passa a disponibilizar lista de preço em reais, proporcionando maior previsibilidade aos negócios de seus parceiros

A mudança é válida para novos contratos e renovações a partir desta data e, de imediato, atende cerca de 80% dos programas de licenciamento da Microsoft no Brasil, que contemplam portfólio de produtos na nuvem e on-premise. A previsão é que a nova política seja estendida aos programas progressivamente, como o Cloud Service Provider (CSP).

“Somos uma empresa de ecossistema, e os parceiros são fundamentais em nossa estratégia de sermos uma empresa de serviços inteligentes na nuvem focada na transformação digital de nossos clientes. A nova política de faturamento em reais reflete a importância da Microsoft Brasil para a corporação e acreditamos que contribuirá para a evolução de nossos negócios no país, permitindo ampliar a adoção e o uso de software comercial e serviços em nuvem“, afirma Felipe Podolano, diretor de Canais e Vendas para Pequenas e Médias Empresas no Brasil.

Hoje, a Microsoft possui cerca de 20 mil parceiros no Brasil, entre revendas e distribuidores. No mundo, mais de 95% da receita de vendas a empresas da Microsoft é proveniente de parceiros e a empresa visualiza uma oportunidade de US$ 4,5 trilhões em negócios com a transformação digital.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.