Tendências

Em 2023, 5G terá 1 bilhão de assinantes, prevê Ericsson

Primeiras redes comerciais baseadas no 5G New Radio (NR) são esperadas para entrar em funcionamento em 2019, com grandes implantações a partir de 2020

Até o final de 2023, a tecnologia 5G cobrirá mais de 20% da população mundial e já terá um bilhão de assinantes, dos quais 26 milhões situados na América Latina. O tráfego estimado será de 110 Exabytes, equivalentes a 5,5 milhões de anos de streaming de vídeo em HD.

Nesta edição relatório trouxe novos casos de uso, como relógios inteligentes, alarmes de IoT e manutenção e reparos assistidos por realidade aumentada

Esses são alguns dos dados que integram a edição de novembro do Ericsson Mobility Report. Segundo o relatório, as primeiras redes comerciais baseadas no 5G New Radio (NR) são esperadas para entrar em funcionamento em 2019, com grandes implantações a partir de 2020. Implementações antecipadas de 5G estão previstas em vários mercados, incluindo os EUA, Coreia do Sul, Japão e China.

Segundo o relatório, a estimativa é de que o LTE, que até o final deste ano será a tecnologia de acesso dominante, alcance, em 2023, 5,5 bilhões de assinaturas, atingindo mais de 85% da população mundial até o final de 2023.

Já a tecnologia Voz sobre LTE (VoLTE) já está presente em mais de 125 redes, em mais de 60 países, em todas as regiões. As assinaturas VoLTE são projetadas para chegar a 5,5 bilhões até o final de 2023, representando mais de 80% das assinaturas de 5G e LTE combinadas. O estudo menciona que os relógios inteligentes são um dos dispositivos mais recentes a usar VoLTE. Os usuários são capazes de fazer chamadas de voz diretamente do relógio inteligente, sem a necessidade de ter um smartphone nas proximidades (multi-SIM). As chamadas também podem ser transferidas entre o smartphone e o relógio do usuário.

Georgia Sbrana, vice-presidente de Marketing, Comunicação e Relações com o Governo da Ericsson Brasil destaca, entre as novidades do relatório, o fato de ele o surgimento de novos casos de uso, conforme a capacidade da rede evolui – relógios inteligentes, alarmes de IoT e manutenção e reparos assistidos por realidade aumentada, para citar alguns. “Enquanto nos preparamos para o 5G, essas tendências continuarão a definir a agenda para o setor móvel no futuro”, diz.

O relatório também apresenta três artigos sobre tendências crescentes do setor:

. A mudança nos planos de dados móveis – examina a movimentação para planos cada vez maiores, bem como o consumo real de dados dentro de diferentes planos.

. O aprimoramento da experiência de evento – mostra como organizadores e operadores de eventos podem atender às necessidades dos visitantes para mais serviços digitalizados e experiências imersivas.

. As expectativas da geração do milênio para 5G – explora como essa faixa etária percebe sua experiência com dispositivos móveis, suas expectativas sobre o 5G e o que seus pontos de vista implicam aos operadores.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.