book_icon

GTP alia tecnologia RTLS ao uso de drone para gestão de estoque

Em parceria com a Zebra e investimentos de R$ 1 mi, empresa lança ferramenta para setor de inventário com geolocalização e sensores em drones
GTP alia tecnologia RTLS ao uso de drone para gestão de estoque

O mercado global logístico tem valor estimado em 4 trilhões de dólares e desde 2011 é o setor econômico que cresce mais rápido, 7% ao ano. Para aproveitar a demanda , a GTP firmou uma parceria com a Zebra para lançar uma ferramenta de inventário integrada com softwares de geolocalização e sensores em drones. Com novos projetos em andamento, a expectativa da GTP é faturar R$ 38 milhões em 2017 e chegar em 2020 com receita maior que R$100 milhões.

O drone já foi testado em duas das maiores empresas do País. Em uma delas, do setor de bebidas, gerou redução de 90% nos custos operacionais com inventário

Há três anos, a GTP se dedica ao desenvolvimento da solução, que consumiu investimentos de mais de R$ 1 milhão. “O setor de inventários é um dos que mais carecem de tecnologia, já que em 99% dos casos eles são realizados de forma manual, o que favorece a chance de erros. Este lançamento vem para aumentar potencialmente o grau de assertividade no processo de contagem manual, armazenamento e controle do estoque”, conta Jorge Fragoso, Chief Solution Architect da GTP.

A GTP trabalha na criação e implementação de soluções de automação através do uso das tecnologias de RFID (Radio Frequency Identification), RTLS (Real Time Location System) e Telemetria. A solução, que foca no controle preciso de estoques, evitando perdas e otimizando custos de forma automatizada e sem interferência humana. A solução promete gerar economia de 90% no custo de realização de inventários.

O drone utiliza a tecnologia RTLS e seus sensores aéreos determinam a rota de voo. Assim, os dados gerados são automaticamente cruzados com o WMS (Warehouse Management System), realizando assim o inventário de forma precisa.

Capaz de medir a distância relativa entre a altura onde se encontra e a dos paletes, o drone envia imagens em tempo real do estoque através de telemetria e calcula a quantidade de produtos existentes no armazém. “Durante o sobrevoo, todas as quantidades de produto são confrontadas com os volumes armazenados, as entradas e as saídas. O saldo será o resultado real do estoque. A geolocalização faz em minutos o que antes era feito em até duas horas por um ou dois funcionários”, explica o executivo.

O drone já foi testado em duas das maiores empresas do País. Em uma delas, do mercado de óleo e gás, foi aplicado para gestão de ativos e construção de dutos de transporte de óleo entre duas refinarias distantes 50 km. Na outra, do setor de bebidas, gerou redução de 90% nos custos operacionais com inventário.

O sistema também monitora e localiza em tempo real a movimentação de paletes, empilhadeiras e pessoas, prevenindo assim acidentes ao emitir um sinal para o colaborador e para o veículo.

geolocalização

gestão de inventário

GTP

RFID

RTLS

Zebra

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento