book_icon

A importância das redes SDN contra ciberataques

O número de ameaças cibernéticas está crescendo em progressão geométrica e o recente ataque do, que atingiu empresas em mais de 150 países, mostra a ousadia dos cibercriminosos. Cada vez mais sofisticados, os invasores estão se infiltrando na rede interna de organizações, deixando opções limitadas para a defesa das mesmas.

Normalmente, eles direcionam dados sensíveis, sistemas ou pessoas específicas com o objetivo de roubar propriedade intelectual ou até mesmo informações secretas de instituições corporativas e governamentais. Ao fazer isso, os criminosos podem ganhar uma vantagem competitiva injusta nos setores comercial e público.

A complexidade se torna maior à medida que crescem o número de dispositivos e as políticas inconsistentes entre redes. Vale lembrar que hoje, quando é preciso escalar uma rede e adicionar mais dispositivos, praticamente não existe interoperabilidade entre alguns fabricantes. Nestes casos, novos aplicativos e protocolos são desenvolvidos e, além de ser um processo lento, pode inviabilizar a implantação de novas tecnologias em redes já existente. E estes são também os maiores desafios para as redes tradicionais.

No entanto, é preciso lembrar que as redes definidas por softwares (SDN) resolvem esses desafios com a mesma agilidade que a abstração e a virtualização trouxeram à infraestrutura de servidores. E isso porque a arquitetura SDN foi desenvolvida para superar os problemas de switches e roteadores fechados e de softwares proprietários, sem comprometer os serviços.

Ninguém contesta que as ameaças cibernéticas modernas são um risco sério à integridade das organizações e a análise de comportamento de rede permite detectar tais ameaças, comunicações de rede indesejáveis e outras anomalias de tráfego que não podem ser detectadas por soluções tradicionais implantadas no perímetro da rede ou pontos de extremidade. Combinando a análise de comportamento de rede e a tecnologia de rede SDN conseguimos proteger as maiores infraestruturas de rede e organizações.

A grande sacada da arquitetura SND é possibilitar a rápida configuração da rede conforme a demanda de serviços e os negócios das empresas, além de permitir a criação de features e protocolos.

Nossa arquitetura da solução integrada consiste no Flowmon ADS (Anomaly Detection System), que rastreia as anomalias no tráfego de rede e relata todas as ameaças de segurança detectadas. Em seguida, o Flowmon ADS envia informações sobre hosts maliciosos. Com tais informações, nós configuramos uma nova política de acesso para reconfigurar o switch SDN para o qual o host mal-intencionado está conectado.

Quando notificado pelo alerta emitido pelo Flowmon ADS, o operador de rede ou da segurança pode analisar detalhes de ataque para obter mais informações sobre o invasor e suas vítimas. A partir destes detalhes, o operador consegue ver imediatamente as informações detalhadas sobre o ataque e também cada fluxo individual no qual o evento foi detectado.

A solução conjunta fornece uma visão detalhada de uma rede interna para detectar incidentes operacionais e de segurança na rede, solucionar problemas e proteger reativamente a infraestrutura contra ameaças cibernéticas e ataques de rede. Outro benefício da solução é a economia significativa em investimentos na linguagem de script ou em ferramentas que podem automatizar as alterações de configuração, a eliminação do tempo necessário para descobrir e solucionar problemas de entradas manuais incorretas para um determinado dispositivo e o fato de os incidentes de segurança operacional poderem ser processados sem a necessidade de reconfiguração manual de pontos de acesso à rede.

É preciso ainda ter em mente que equipamentos diversos exigem mão de obra altamente especializada e nem sempre conseguimos tal força de trabalho. Já o administrador de uma rede SDN pode moldar o tráfego a partir de um controle centralizado sem precisar mexer em equipamentos. Dessa forma, o profissional consegue ter um nível muito alto de controle e manter seguras as informações da empresa.

*Renato Rosseto é vice-presidente de vendas para a América do Sul da Allied Telesis Brasil

Allied Telesis

Ciberataque

Redes definidas por software

Wannacry

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.