book_icon

Plataforma BlueSky da Westcon-Comstor comemora um ano de sucesso no Brasil

Com mais de 400 parceiros cadastrados na BlueSky, o próximo passo é ampliar portfólio de serviços oferecidos na nuvem

A Westcon-Comstor, distribuidora das principais tecnologias globais de TI, há um ano trouxe ao mercado brasileiro o BlueSky, plataforma on-line que permite aos canais contratar, consumir, vender e faturar serviços na nuvem. O distribuidor se concentra, agora, na ampliação do portfólio de serviços comercializados, da aplicação até infraestrutura, com destaque para o Microsoft Azure – uma coleção crescente de serviços de cloud integrados usada para criar, implantar e gerenciar aplicativos.

Daniela de Paoli, diretora de cloud e SMB na Westcon-Comstor Brasil, comemora os resultados e lembra a importância do BlueSky para que os canais ingressem no modelo de comercialização de TI em nuvem, permitindo também monitorar o consumo de seus clientes – o que significa, por exemplo, controlar o consumo dos workloads de Azure e acrescentar ou excluir diariamente seats de Office 365.

Nossas revendas certamente cada vez mais irão aderir à nuvem, já que esta é uma tendência global irreversível”, afirma Daniela. E as revendas brasileiras estão conscientes de que este é o caminho que se desenha para seus negócios daqui para frente, percebendo claramente os benefícios da plataforma BlueSky.

Para Breno Bicalho, diretor da BHS, de Belo Horizonte, “a computação em nuvem oferece benefícios como a flexibilidade para utilizar quantidades variáveis de recursos dependendo das necessidades do seu negócio, pagando apenas pelo uso. Com isso, ferramentas que demandariam grandes investimentos para implantação passaram a ser acessíveis para pequenas e médias empresas. Neste novo cenário tornou-se essencial melhorar a produtividade dos processos de vendas de soluções de nuvem para atender a esse ganho de escala. A plataforma BlueSky nos permitiu realizar em minutos processos completos de venda e entregas de soluções aos clientes que levavam dias”.

Cláudio Nastasi, diretor de operações da Target One, canal de vendas baseado em São Paulo, ressalta as vantagens que a plataforma BlueSky oferece também no que toca ao gerenciamento de clientes

“Em tempos de cloud computing – quando a TI chega às empresas como serviço, plataforma ou até mesmo como infraestrutura, ao invés de produto – a agilidade no processamento de pedidos e acompanhamento mensal do consumo da carteira torna-se fundamental para o sucesso. É aí que a Westcon, com excelente apoio de equipes nas áreas técnica e comercial, se destaca ao oferecer aos canais a plataforma BlueSky, cujo uso se torna imperativo para gestão e sucesso de todo o processo”, diz Cláudio.

Um novo modelo, com total apoio da Westcon-Comstor
Com amadurecimento da plataforma BlueSky no mercado brasileiro Daniela de Paoli promete para breve novas funcionalidades, como marketplace das aplicações e white label da plataforma, facilitando a criação de um portfólio próprio por parte das revendas. Os canais poderão entregar a gestão das contas para seus clientes para que eles administrem e controlem o seu respectivo consumo.

Ela faz um balanço do que foi conquistado até agora, enfatizando as iniciativas da Westcon-Comstor no sentido de apoiar os canais de venda brasileiros para que participem do mundo da nuvem. Já foram criados na plataforma BlueSky 42 serviços, a maioria em Azure, proporcionado às revendas a possibilidade de contar com ofertas completas – o que inclui backup e migração, por exemplo. A Westcon-Comstor oferece também aos canais e a seus clientes finais suporte de nível 1 e 2 para os serviços/produtos adquiridos via BlueSky.

Além disso, coloca à disposição dos canais programas como o EDGE For Cloud, que apoia, desde o início, a transformação dos negócios do canal para a nuvem; o GO Azure, com foco no desenvolvimento de canais que desejem se aprofundar nos serviços da plataforma Microsoft, e, ainda, o ISV Machine, que tem como objetivo aproximar os desenvolvedores de aplicações aos canais tradicionais da Westcon-Comstor.

“A nuvem traz para toda a cadeia de valor – compreendendo fabricantes, distribuidores e revendas – de TI mudanças profundas de discurso e de estrutura comercial e tecnológica. Não poderíamos deixar de dar o suporte necessário a nosso canal em todas essas esferas, em um momento tão crucial”, conclui Daniela de Paoli.

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | PRÊMIO A ESCOLHA DO LEITOR

As indicações do usuário

Leia nessa edição sobre carreira

CÓDIGO ABERTO

Kubernetes rumo à Nuvem

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

LEGISLAÇÃO

Importações desafiam as empresas

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

COMUNICAÇÕES

5G: Será que agora vai?

Outubro | 2021 | #51 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento