Mercado

Faturamento do setor de games cresce 25% em dois anos no Brasil

De acordo com a consultoria Newzoo, o Brasil é o 11º colocado na indústria de games mundial

A popularização dos smartphones e dos tablets criou uma indústria amplamente lucrativa e impulsionou o mercado de jogos no Brasil. Dados da Associação Brasileira de Desenvolvedores de Games (Abragames) mostram que, em oito anos, o número de empresas desenvolvedoras de games aumentou em quase 600%. Já o faturamento do setor no país cresceu 25% entre 2014 e 2016.

Dados da Abragames revelam que 61 milhões de brasileiros são usuários de jogos eletrônicos

De acordo com a Newzoo, consultora especializada na indústria de games, o Brasil é o 11º colocado na lista de países com maior mercado no segmento. Em 2016, o País faturou US$ 1,6 bilhão. No mundo, o faturamento do mercado bateu a marca de US$ 99 bilhões. A Newzoo destaca ainda que Brasil ultrapassou a Austrália em arrecadação e está próximo dos dez maiores mercados para jogos eletrônicos.

Segundo a Abragames, em 2008, existiam 43 empresas de games no Brasil. Em 2014, esse número subiu para 130. Hoje, são aproximadamente 300 empresas de games em território nacional. Dados da associação revelam ainda que 61 milhões de brasileiros são usuários de jogos eletrônicos. A indústria emprega mais de quatro mil pessoas e desde 2013 que ultrapassa a casa de R$ 1 bilhão de investimento por ano no País.

Outro dado da Abragames que evidencia o aquecimento do setor é a rodada de negócios realizada no BIG Festival. Segundo a associação, em 2014 o valor de negócios fechados a partir do festival foi de US$ 2,9 milhões. Em 2015, a soma foi de US$ 11 milhões na geração de negócios. Já na quarta edição do evento, realizada em 2016, a estimativa da entidade é que a soma de negócios fechados chegue a US$ 20,7 milhões – um crescimento de cerca de 700% em dois anos.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.