Mercado

Daten prevê nova fábrica em Ilhéus para este semestre

Fabricante de equipamentos de informática quer aproveitar projeção de crescimento no setor e ampliar presença no varejo

Polo de Informática de Ilhéus

Otimista com o cenário de retomada da economia do País e reaquecimento do mercado de computadores que, segundo a empresa, deve acontecer a partir deste ano, a Daten, fabricante de equipamentos de informática, está em vias de inaugurar uma planta fabril no Polo de Informática de Ilhéus. A previsão de inauguração é para o fim do primeiro semestre de 2017.

“Vamos sair de um galpão com área total de 1.700 m² para um espaço com mais de 6.000 m². Além disso, aumentaremos consideravelmente nossa capacidade de produção anual em cerca de 70%”, afirma Christian Dunce, Sócio-Diretor da Daten. A montagem de todo o portfólio atual da empresa será realizada no novo local.

Com investimento de R$ 10 milhões, a nova unidade tem como objetivo preparar a empresa para a retomada da economia do País e para o reaquecimento do mercado de computadores que deve acontecer a partir deste ano. Pesquisas de mercado apontam que as vendas mundiais de PCs voltarão a crescer a partir de 2017. No Brasil, esse setor deve encerrar o ano com um aumento de 5% em relação a 2016.

Outro objetivo da nova fábrica é ampliar a presença no mercado varejista. “Após muitos anos como referência nos segmentos corporativo e governamental, queremos intensificar a nossa participação no varejo. Para isso, precisamos ter uma capacidade produtiva que sustente esse aumento de demanda”, afirma Dunce. Como parte da estratégia, a Daten anunciou em 2016 a contratação de um novo Diretor Comercial e a expansão no número de revendas, representantes e parceiros, além dos lançamentos de um computador voltado para o público gamer, um da categoria all-in-one.

“A inauguração da nova unidade da Daten é muito importante para o Polo de Informática de Ilhéus. Além da geração de empregos, esse investimento vai fortalecer o distrito industrial como um todo”, completa Dunce. O núcleo fabril baiano alcançou o índice de 20% de participação na produção de computadores em todo o Brasil em 2016.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.