Gestão

Mercado Livre lança ERP para pequenos varejistas

Sistema de gestão gratuito permite organizar e profissionalizar operações de vendas online

Divulgação

O Mercado Livre anuncia um sistema de gestão voltado ao micro e pequeno vendedor digital. O ERP, que foi batizado de Mercado Back Office Express, é o principal resultado da aquisição da empresa KPL Soluções, realizada dois anos atrás, que previa o desenvolvimento de um produto que apoiasse micro e pequenos empreendedores (com volumes de cerca de 300 vendas por mês).

Gratuito, o sistema está disponível na fase inicial aos vendedores que atuam no marketplace do Mercado Livre. Em uma segunda fase, uma versão do Express será oferecida também ao e-commerce como um todo, atendendo a lojas online próprias e outros marketplaces.

Com o lançamento desse produto, o Mercado Livre inaugura a mais nova área de negócios de seu ecossistema: o Mercado Backoffice, responsável por desenvolver tecnologias para a gestão no comércio eletrônico. A nova unidade, que será liderada por Renato Pereira, atenderá todos os portes de vendedores: micro e pequeno, com o novo ERP, e médias e grandes empresas de e-commerce que já eram suportadas pela empresa com o sistema KPL Enterprise.

Em pesquisa, o Mercado Livre identificou que 77% dos entrevistados que declaram ter crescido em vendas registraram um crescimento médio de 41%

Entre as funcionalidades, o Mercado Backoffice Express oferece ferramentas que automatizam as etapas de recebimento de pedidos; emissão de nota fiscal e cálculo de impostos; controle de fluxo de caixa; controle de estoque; conferência de pedidos e emissão de etiqueta de postagem.

Com essas fases automatizadas, o empreendedor pode ter uma economia média de tempo de 75 horas por mês. Segundo estudos realizados pelo Mercado Livre junto a seus vendedores, um pequeno empreendedor do e-commerce chega a gastar o equivalente a 10 dias no mês para fazer a gestão de suas vendas. Com o sistema ERP esse tempo é reduzido para o que equivale a um dia no mês. Outra vantagem é a redução de erros humanos durante a operação, evitando retrabalho, custos extras e trocas ou devoluções de produtos (logística reversa).

A terceira edição do estudo Mercado Livre /IBOPE Conecta, realizado com 512 empreendedores MPMEs (Micros, Pequenas e Médias empresas) em todo o Brasil aponta que 77% dos entrevistados que declaram ter crescido em vendas registraram um crescimento médio de 41%. Vinte por cento não registraram crescimento e 3% não souberam responder. A pesquisa identificou ainda que o otimismo aumenta na comparação com os anos anteriores: 94% dos entrevistados esperam crescer neste ano – a uma média de 35%.

“A demanda por tecnologia de gestão entre os vendedores pequenos é enorme. E os pontos críticos para eles são o controle financeiro e o de estoque. Se essas duas partes não caminharem bem, todas as outras ficam comprometidas, dificultando um crescimento sustentável”, afirma Pereira. Outro objetivo do ERP é dar ao vendedor mais tempo para atender seus clientes, negociar com novos fornecedores, se planejar mais. “Na ponta, o consumidor final é o grande beneficiado, porque vai contar com uma melhor experiência de compra”, completa.

“Os micros e pequenos empreendedores do Mercado Livre já vêm registrando crescimento médio de 41% ao ano, de acordo com as últimas pesquisas encomendadas pela companhia ao Ibope Conecta. Ou seja, são lojistas extremamente competentes. Esperamos ajudá-los a conquistar percentuais de crescimento ainda maiores”, afirma Helisson Lemos, presidente do Mercado Livre no Brasil.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.